DÊ PLAY AGORA!

Youtube
Spotify
Deezer
Apple Podcasts
Amazon Podcast
Dê play agora!

Brandformance: É Possível Fazer Marketing de Performance Sem Branding?

abr 9, 2024

No universo do marketing, a integração entre estratégias de marketing de performance e branding no desenvolvimento de marca é um tema que desperta curiosidade e debate.
Em nosso podcast Marketing With A Twist, nossos host, Mauro Palácios (CEO da agência Twist) a honra de receber Renata Castilho, uma profissional com vasta experiência em grandes empresas como Mercado Livre e Elo7, para discutir sobre “brandformance“, uma abordagem que promete unir o melhor dos dois mundos.

Este blogpost se propõe a mergulhar neste conceito, explorando a possibilidade de realizar marketing de performance sem deixar de lado o branding.

Mauro Palacios e Renata Castilho debatem se é possível fazer marketing de Performance sem branding.

O Que É Brandformance?

Antes de avançarmos, é essencial entender o que compõe o termo “brandformance”. Este conceito busca harmonizar as estratégias de branding, focadas na construção e fortalecimento da marca, com as táticas de marketing de performance, que visam resultados mensuráveis e imediatos, como vendas e leads. A pergunta que surge é: é possível alcançar um equilíbrio entre marketing de performance e branding, essas duas áreas aparentemente distintas?

A Trajetória de Renata Castilho no Universo Digital

A jornada de Renata Castilho oferece insights valiosos sobre a evolução do marketing digital e a relevância da experiência do cliente. Iniciando sua carreira no Mercado Livre, ela acompanhou a transição do consumo tradicional para o digital, uma época em que a venda online ainda era um conceito estranho para muitos. Sua experiência no atendimento ao cliente, onde enfrentou diretamente as dúvidas e inseguranças dos consumidores, a equipou com uma compreensão profunda sobre a importância de construir confiança na marca.

Brandformance na Prática: O Caso do Mercado Livre

A experiência de Renata no Mercado Livre ilustra a aplicação prática do brandformance. Ao trabalhar na interface entre o desenvolvimento de produtos e o marketing, ela esteve na linha de frente da expansão do e-commerce, contribuindo para a construção de uma marca confiável enquanto focava em resultados de marketing de performance tangíveis. A necessidade de adaptar e comunicar efetivamente as ofertas de produto para atender às especificidades do mercado brasileiro destacou a intersecção entre marketing de performance e branding.

A Evolução do Marketing de Performance e o Impacto na Sociedade

Em um mundo em constante transformação, o papel do marketing de performance vai muito além da promoção de produtos ou serviços; ele é fundamental na construção dos hábitos da sociedade. Através de uma conversa reveladora com Renata Castilho no podcast “Market With A Twist”, desvendamos como o marketing digital não apenas reflete, mas também molda o comportamento e as expectativas dos consumidores. Este artigo explora a interseção entre a evolução tecnológica, a adaptação profissional no campo do marketing e o conceito mais amplo do marketing como uma força motriz no negócio.

A Força do Marketing na Formação de Hábitos Societários

A jornada de compra online, que já foi um território desconhecido e desconfiado, hoje se tornou um espaço de confiança e segurança, graças em grande parte ao marketing. Como Renata e Mauro discutem, o marketing desempenhou um papel crucial em transformar a percepção pública sobre comprar na internet, demonstrando o poder dessa disciplina em forjar hábitos sociais duradouros. Esta transformação ressalta a capacidade do marketing de não apenas responder às mudanças na sociedade, mas de ativamente participar na sua criação.

A Rapidez das Mudanças Tecnológicas e de Consumo

O avanço tecnológico acelerou as mudanças nos padrões de consumo, desafiando os profissionais de marketing a se adaptarem rapidamente a novos meios e comportamentos. A transição da televisão para a internet e, posteriormente, para plataformas de streaming ilustra essa rápida evolução. Renata destaca a velocidade impressionante com que novas formas de mídia substituem as antigas, encurtando dramaticamente a vida útil de canais de comunicação previamente dominantes.

O Desafio da Adaptação para os Profissionais de Marketing

A conversa entre Mauro e Renata evidencia um dos maiores desafios para os profissionais de marketing de hoje: a adaptação contínua às mudanças. Eles abordam como as gerações anteriores puderam se formar e trabalhar dentro de uma única cultura de mídia por décadas, enquanto a geração atual enfrenta um cenário em constante mudança. Este ambiente exige uma capacidade de adaptação e aprendizado contínuos, caracterizando a nossa época como uma de transição intensa nos métodos e estratégias de marketing.

Neste outro episódio do nosso podcast, nosso convidado, Daniel Aguado, também comenta o assunto e dá dicas e insights valiosos para líderes e profissionais de marketing sobre gestão de equipes. Vale a pena o clique, viu?

Marketing: Além da Publicidade

Renata Castilho, através de sua experiência abrangente, desde o Mercado Livre até a Elo7, traz uma visão profunda sobre o papel do marketing. Ela defende que o marketing é fundamentalmente uma competência de negócio, intimamente ligada ao crescimento e ao sucesso da empresa. Através da discussão sobre suas responsabilidades na Elo7, ela ilustra como o marketing ultrapassa a publicidade e comunicação, abraçando todas as facetas estratégicas que impactam diretamente no negócio.

Elo7: Reinventando o Mercado de Produtos Criativos

No universo dos marketplaces, o Elo7 ocupa uma posição única, destacando-se como o maior marketplace de produtos criativos na América Latina, com foco no mercado brasileiro. Em uma conversa fascinante com Renata Castilho no podcast Market With A Twist, mergulhamos nas nuances que diferenciam o Elo7 e exploramos os desafios inerentes ao marketing nesse setor vibrante. Este artigo visa desdobrar essas ideias, oferecendo um panorama sobre o papel do Elo7 na reinvenção do artesanato e os desafios de marketing enfrentados pelos marketplaces.

O Elo7 e a Definição de Produtos Criativos

Ao contrário do que muitos podem imaginar, o Elo7 transcende o conceito tradicional de artesanato. Renata Castilho esclarece a amplitude do termo “produtos criativos”, enfatizando que o valor essencial desses itens reside na intervenção humana. Seja uma peça desenhada, projetada ou manualmente confeccionada, o diferencial está na exclusividade e na personalidade impressa pelo criador. Essa abordagem não só amplia a percepção sobre o que pode ser considerado artesanato mas também destaca a singularidade do Elo7 como um mercado para produtos únicos e personalizados.

Desafios de Marketing em Marketplaces

Renata aponta para os desafios duplos enfrentados pelos marketplaces: a gestão de experiência sem controle direto sobre o produto ou serviço e o manejo de grandes volumes. A natureza de intermediário do marketplace implica em não ter autonomia sobre diversos aspectos da transação, como precificação e qualidade das imagens. Isso exige estratégias de marketing e operacionais astutas para otimizar a experiência do usuário dentro dessas limitações.

Além disso, gerenciar um inventário vasto, no caso do Elo7, com milhões de SKUs, representa uma complexidade adicional. A necessidade de integrar tecnologias para lidar com essa diversidade e volume de produtos é um desafio significativo, exigindo soluções inovadoras e escaláveis.

Renata Castilho fala se é possível fazer marketing de Performance sem branding.

A Abordagem Inovadora do Elo7

O Elo7 não apenas enfrenta esses desafios mas também se destaca pela sua capacidade de personalização e pelo foco no artesanato “raiz”, além de designs exclusivos e inovadores. Esta capacidade de atender desejos específicos dos consumidores por produtos personalizados constitui um dos seus maiores diferenciais competitivos. Ao oferecer um espaço onde compradores podem interagir diretamente com os vendedores para customizar seus pedidos, o Elo7 promove uma experiência de compra única.

Capacitação e Suporte aos Vendedores

Um aspecto crucial na gestão de um marketplace como o Elo7 é a capacitação e o suporte aos vendedores. Muitos deles, sendo criativos por natureza, podem não ter a experiência ou o conhecimento em administração de negócios. Renata destaca a importância de educar esses vendedores sobre diversos aspectos do negócio, desde a precificação e fotografia de produtos até a gestão do tempo e atendimento ao cliente. Este suporte é fundamental para garantir não apenas a qualidade dos produtos listados, mas também a satisfação do cliente com o processo de compra.

O Impacto Transformador dos Marketplaces no Empreendedorismo Criativo

A conversa com Renata Castilho no podcast Market With A Twist desvenda a capacidade dos marketplaces, como o Elo7, de transformar a vida dos artesãos e empreendedores criativos. Este artigo explora os ciclos de vida de um negócio dentro de um marketplace, os desafios únicos enfrentados e como a comunidade se autorregula para manter a integridade e a competitividade justa. A história de sucesso de vendedores que começaram do zero e cresceram exponencialmente ilustra não apenas a viabilidade, mas também o potencial de expansão que essas plataformas oferecem.

Marketplaces: Berço de Negócios Criativos

Marketplaces como o Elo7 oferecem uma rampa de lançamento para artesãos e empreendedores que estão começando. Sem exigir investimento inicial significativo ou uma base de clientes estabelecida, essas plataformas permitem que os vendedores se concentrem no que fazem de melhor: criar. O modelo de “pagamento por sucesso” diminui as barreiras de entrada, tornando-o ideal para quem busca dar os primeiros passos no mundo dos negócios online.

Crescimento e Expansão no Mercado

Com o tempo, alguns vendedores florescem, expandindo suas operações para além dos marketplaces. Essa jornada de crescimento reflete não apenas o sucesso individual, mas também a eficácia do marketplace como um catalisador para o desenvolvimento de negócios. Renata destaca histórias de vendedores que se tornaram grandes marcas, alcançando mercados internacionais e até sendo adquiridos por empresas maiores. Estes são testemunhos do impacto transformador que um marketplace pode ter na trajetória de uma marca.

O Desafio do Meio do Caminho

Entretanto, existe um estágio intermediário em que os negócios devem avaliar cuidadosamente sua dependência do marketplace. Alguns atingem um ponto onde o custo de compartilhar margens com o marketplace pode não justificar os benefícios, principalmente se já possuem uma base de clientes consolidada e uma marca reconhecida. Este é um momento crítico que exige uma estratégia ponderada, pois abandonar prematuramente o marketplace pode limitar a exposição e o alcance do negócio.

Autorregulação da Comunidade

Um aspecto notável dos marketplaces é a forma como a comunidade se autorregula. Diante de vendedores mal-intencionados ou de produtos ilegais, a própria comunidade toma a iniciativa de denunciar e remover esses elementos, garantindo um ambiente de negócios justo e competitivo. Esta dinâmica de autorregulação é essencial para manter a confiança e a integridade do marketplace, beneficiando tanto compradores quanto vendedores honestos.

A Dança entre Branding e Performance: Desvendando o Brandformance

No episódio do podcast Market With A Twist, Renata Castilho mergulha profundamente na relação simbiótica entre branding e marketing de performance, apresentando o conceito de “brandformance” como uma estratégia essencial para o sucesso no marketing digital. Este artigo se propõe a explorar as nuances dessa relação, destacando a importância do equilíbrio entre construir uma marca e focar em resultados imediatos.

Brandformance: Unindo Forças para o Sucesso

O termo “brandformance” emerge como uma fusão de branding e performance, destacando a necessidade de integrar a construção de marca com estratégias orientadas para a conversão. Renata ilumina essa abordagem ao destacar que, embora o marketing de performance ofereça resultados mensuráveis e imediatos, ele não deve operar isoladamente do esforço contínuo de construir e manter a marca.

A Evolução do Marketing Digital

Com a ascensão do marketing digital, as empresas adquiriram a capacidade de medir precisamente o impacto de suas campanhas, uma vantagem inexistente nas estratégias tradicionais de marketing. Esse avanço trouxe consigo uma tendência para priorizar investimentos que oferecem retorno imediato, deslocando o foco do desenvolvimento de longo prazo da marca. Renata adverte que essa mentalidade, embora rentável a curto prazo, pode prejudicar a sustentabilidade do negócio no longo prazo.

O Perigo da Dependência Exclusiva da Performance

A pandemia acelerou a competição no espaço digital, aumentando significativamente os custos de aquisição de clientes. Nesse cenário, as empresas que dependiam exclusivamente do marketing de performance viram suas margens diminuírem. Renata argumenta que sem um vínculo forte com os clientes, baseado no reconhecimento e confiança na marca, as empresas se veem presas em uma batalha insustentável por preços e promoções.

Branding: Muito Além do Logo

Renata redefine o conceito de branding, esclarecendo que vai muito além de ter um logo atraente ou uma campanha publicitária de sucesso. Branding é, em essência, a gestão da percepção e expectativas dos clientes em relação à sua marca. Envolve a comunicação eficaz dos valores, diferenciais e propostas de valor da marca de maneira consistente e estratégica.

A Complexidade do Brandformance e o Equilíbrio Estratégico entre Branding e Performance

A discussão entre Mauro Palacios e Renata Castilho no podcast Market With A Twist se aprofunda na intricada relação entre branding e marketing de performance, destacando o conceito de “brandformance” como um equilíbrio essencial para o sucesso no ambiente digital atual. Este artigo explora as estratégias eficazes que combinam a construção de marca com a geração de resultados imediatos, abordando o desafio de convencer as partes interessadas da importância de investir em ambas as frentes.

O Caso Elo7

Utilizando o Elo7 como exemplo, Renata ilustra a diferença entre consumidores que compram baseados em pesquisas de preço e aqueles que buscam diretamente a marca devido à sua reputação e oferta de produtos personalizados. Esse contraste destaca a força de uma marca estabelecida, capaz de atrair e reter clientes que valorizam a identidade e a singularidade dos produtos oferecidos. É um testemunho do poder do “brandformance”, onde a familiaridade com a marca leva a uma fidelidade duradoura do cliente.

Mauro Palacios fala se é possível fazer marketing de Performance sem branding.

A Importância de Diferenciais Competitivos

Renata enfatiza a necessidade de criar diferenciais competitivos não apenas baseados em características pragmáticas do produto, como entrega rápida ou personalização, mas também em conexões emocionais e valores da marca. Ela exemplifica com a Apple, cuja identidade de marca cria uma sensação de privilégio e status entre seus usuários, demonstrando que a conexão emocional pode ser um poderoso diferencial competitivo.

O Desafio de Convencer o Financeiro

A conversa então se volta para o desafio prático enfrentado por muitos profissionais de marketing: como convencer o financeiro e a alta gestão da importância de investir em branding ao lado da performance. Renata compartilha sua experiência no Elo7, destacando a necessidade de mostrar que, apesar dos benefícios tangíveis do marketing de performance, o investimento exclusivo nessa área pode levar a uma guerra de preços insustentável e margens decrescentes. Ela argumenta que uma estratégia equilibrada que inclui branding pode criar um diferencial competitivo duradouro, reduzindo a dependência de campanhas de performance e, eventualmente, diminuindo os custos de aquisição de clientes.

Navegando entre Branding e Performance: Lições do Elo7

Aprofundando-se na conversa sobre a complexa relação entre branding e marketing de performance, Mauro Palacios e Renata Castilho discutem as estratégias empregadas pelo Elo7 para balancear esses dois aspectos vitais. Este artigo visa desvendar as abordagens adotadas, os desafios encontrados e as soluções criativas para construir uma marca sólida enquanto se maximizam os resultados imediatos das campanhas.

A Dualidade do ROI em Performance

Renata argumenta que as campanhas de performance devem visar além do break-even, buscando gerar lucro direto. Esta abordagem permite que os recursos adicionais sejam alocados para investimentos de médio e longo prazo em branding, criando um ciclo sustentável de crescimento e reconhecimento da marca. Ela destaca a importância de uma visão integrada, onde o somatório das ações de marketing, tanto de performance quanto de branding, contribui para o sucesso geral da empresa.

A Importância da Integração entre as Áreas de Marketing

O diálogo entre as diferentes frentes de marketing é crucial para a eficácia da estratégia global. A equipe de CRM, por exemplo, deve trabalhar em conjunto com as campanhas de performance para entender e engajar os clientes adquiridos através dessas campanhas, promovendo uma relação duradoura e valiosa com a marca.

Jornada do Cliente e Conhecimento do Público

Renata enfatiza a necessidade de conhecer profundamente a jornada do cliente e seus comportamentos na plataforma. Ao analisar esses padrões, é possível ajustar as campanhas de branding para atrair um público que, embora não esteja imediatamente pronto para comprar, apresenta sinais de um futuro interesse de compra. Essa abordagem permite um investimento mais direcionado e eficiente em branding, otimizando o retorno sobre o investimento a longo prazo.

Erros e Aprendizados no Caminho

Um dos erros confessados por Renata foi focar excessivamente em performance, negligenciando a construção de marca até que a necessidade se tornou evidente. A tentativa de correção, saltando diretamente para campanhas de alto funil sem uma estratégia de meio de funil para conectar o conhecimento da marca à conversão, revelou a importância de uma abordagem mais holística e integrada.

Materializando a Marca: A Experiência Elo7 no Mundo Físico

A conversa entre Mauro Palacios e Renata Castilho se aprofunda na estratégia de branding do Elo7, exemplificando como ações focadas na diferenciação e materialização dos valores da marca podem criar conexões emocionais profundas com os consumidores. Este artigo explora a iniciativa do Bazar Elo7, uma ação de branding que transcendeu a venda de produtos para engajar os consumidores numa experiência de marca imersiva e significativa.

Bazar Elo7: Uma Experiência Imersiva

O Bazar Elo7 emergiu como uma estratégia inovadora para materializar a experiência da marca no mundo físico. Reunindo vendedores e consumidores em um ambiente cuidadosamente curado, o evento ofereceu não apenas uma plataforma para compras, mas também um espaço para vivenciar os valores e o estilo de vida associados ao Elo7. Com atividades variadas, desde música ao vivo a oficinas de artesanato, o bazar criou um ambiente onde as relações familiares e a valorização do artesanato personalizado se tornaram palpáveis.

Diferenciação através de Valores Compartilhados

A diferenciação da marca Elo7 foi articulada através dessa experiência única, posicionando-a não apenas como um marketplace de produtos criativos, mas como um promotor de relações duradouras e experiências significativas. Ao destacar a personalidade da marca de forma tangível, o evento fortaleceu o engajamento do consumidor com a marca, incentivando a lealdade e a recorrência de compras.

Desafios e Aprendizados

Embora o evento tenha gerado vendas e engajamento, Renata aponta para os desafios intrínsecos a este tipo de ação, especialmente em termos de escala e custo operacional. O esforço significativo exigido pelas equipes da companhia e o custo associado ao tempo e trabalho necessários para organizar o evento foram identificados como fatores limitantes para sua sustentabilidade a longo prazo. Apesar disso, o Bazar Elo7 cumpriu com sucesso seu objetivo de engajar consumidores, servindo como um componente valioso dentro do portfólio de ações de branding da marca.

Estratégias de Marketing: Entre Performance e Branding no Elo7

Dentro da ampla conversa entre Mauro Palacios e Renata Castilho, um olhar profundo é lançado sobre as nuances das estratégias de marketing que equilibram performance com ações de construção de marca. Este artigo busca explorar essas estratégias dentro do contexto do Elo7, destacando os sucessos, os desafios, e o papel vital da liderança em fomentar uma cultura de marketing integrada.

Performance: A Esquina da Conversão Imediata

O sucesso inegável das campanhas de performance no Elo7 ressalta a importância destas para o resultado imediato de vendas. Renata descreve como a utilização de catálogos em plataformas como Google e Pinterest, junto a estratégias assertivas de retargeting e remarketing, constitui a espinha dorsal do sucesso nas vendas. A transição para estratégias de meio de funil visando interações mais significativas com os consumidores ilustra uma evolução na abordagem para além da mera visualização de produtos.

Desafios e Perrengues: A Realidade por Trás das Campanhas

As operações de marketing não estão isentas de desafios, especialmente quando relacionadas à integração e à gestão de APIs. Renata compartilha experiências tensas com integrações, particularmente com o Google Shopping, onde qualquer contratempo pode afetar significativamente os resultados. A transição para o formato Pmax do Google é apresentada como um exemplo desafiador que, apesar dos obstáculos, ofereceu aprendizados valiosos e uma vantagem competitiva temporária devido à adoção precoce da plataforma.

Mauro Palacios e Renata Castilho debatem se é possível fazer marketing de Performance sem branding.

Liderança em Marketing: Expectativas e Realidades

Quando se trata de formar equipes de marketing, Renata enfatiza a importância de alinhar competências e paixões individuais com as necessidades da empresa. A capacidade analítica é vista como fundamental, não apenas para o marketing digital mas também para o tradicional, evidenciando a necessidade de justificar investimentos em branding com dados sólidos. A colaboração interdepartamental e uma visão estratégica compartilhada são cruciais para ultrapassar a mera performance e contribuir para o sucesso coletivo.

Inteligência Artificial no Marketing: Uma Nova Fronteira

A conversa entre Mauro Palacios e Renata Castilho se aprofunda na revolução que a inteligência artificial (IA) está trazendo para o campo do marketing. Este artigo explora a perspectiva inovadora sobre como a IA pode ser mais do que uma ferramenta de otimização de processos e produtividade; ela pode ser um catalisador para o desenvolvimento pessoal e estratégico dos profissionais de marketing.

Além do ChatGPT: A IA Como Ferramenta Estratégica

Renata amplia o conceito de inteligência artificial para além das aplicações populares como o ChatGPT, lembrando que a IA tem sido uma peça central na tecnologia de marketing há anos, exemplificada pelos algoritmos do Google. O ponto-chave é que, enquanto a IA acelera a produtividade e melhora os resultados, seu verdadeiro potencial reside na capacidade de aprofundar o entendimento dos profissionais sobre suas próprias estratégias e objetivos.

IA: Um Espelho para Reflexão Estratégica

A discussão traz à tona uma visão inovadora de que interagir com a IA pode ser um exercício de autoanálise, onde a clareza do comando reflete a clareza do pensamento estratégico. Utilizando a IA para desafiar suas próprias ideias ou para explorar argumentos contrários, os profissionais são incentivados a refinar suas estratégias e comunicações internas, promovendo um desenvolvimento pessoal e uma visão estratégica mais agudas.

A Importância da Capacitação em IA

Com a evolução rápida da tecnologia, Renata alerta para a necessidade de os profissionais de marketing investirem na compreensão e na capacitação em inteligência artificial. Quem não se adaptar ou explorar as novas possibilidades oferecidas pela IA corre o risco de ficar para trás. Assim, a adoção precoce e o uso criativo da IA não apenas diferenciam os profissionais e empresas no mercado mas também impulsionam o desenvolvimento de competências críticas para o futuro.

Liderança e Comunicação Clara: Lições da IA

A conversa conclui com uma reflexão sobre liderança e a habilidade de comunicar de forma eficaz. Assim como a IA exige instruções claras para gerar resultados úteis, líderes devem se esforçar para expressar suas expectativas e estratégias claramente para suas equipes. Esta paralela entre a interação com a IA e a gestão de equipes ressalta a importância das soft skills, como comunicação e pensamento crítico, no ambiente de trabalho moderno.

Parcerias Estratégicas no Marketing: Visão de Renata Castilho

Dentro da ampla conversa entre Mauro Palacios e Renata Castilho, um foco especial é dado à importância das relações entre empresas e seus parceiros de marketing, como agências e fornecedores. Este artigo explora a perspectiva de Renata sobre o que constitui uma parceria ideal e como estas relações devem ser moldadas para garantir o sucesso mútuo.

Parceiros Como Extensão da Equipe

Renata defende a ideia de que as agências devem funcionar como uma extensão da equipe interna, compreendendo profundamente os desafios e objetivos do cliente para oferecer soluções verdadeiramente integradas. Esta proximidade e comprometimento são cruciais para transcender a mera execução de tarefas, movendo-se em direção a uma colaboração estratégica que alavanque tanto o crescimento do cliente quanto o da própria agência.

Desafios na Gestão de Parcerias

A posição das agências é frequentemente complicada pela necessidade de equilibrar as expectativas do cliente com as demandas dos fornecedores de serviços, como Google e Meta. Este equilíbrio, muitas vezes delicado, exige que as agências não apenas satisfaçam os objetivos de marketing do cliente, mas também explorem e maximizem as potencialidades das plataformas utilizadas nas campanhas.

A Importância da Flexibilidade e Criatividade

Renata salienta a necessidade de flexibilidade e criatividade por parte das agências, especialmente quando lidam com orçamentos variados. A capacidade de adaptar estratégias e testar soluções inovadoras dentro das restrições orçamentárias é fundamental. As agências que conseguem entregar valor real, mesmo com investimentos menores, são vistas como parceiras estratégicas valiosas que verdadeiramente entendem a dinâmica e as necessidades de seus clientes.

Do’s and Don’ts nas Relações de Parceria

O Que Fazer:

  • Jogar junto: Entender os desafios do cliente como se fossem próprios e trabalhar colaborativamente para solucioná-los.
  • Ser uma extensão da equipe: Atuar como se fosse parte integrante da empresa, compartilhando dos mesmos valores e objetivos.
  • Flexibilidade: Adaptar-se às necessidades e restrições do cliente, buscando soluções criativas que atendam aos seus objetivos de forma eficaz.
  • Entender o macro: Compreender os objetivos gerais do cliente e como as ações específicas de marketing se encaixam na estratégia maior.

O Que Evitar:

  • Desalinhamento de expectativas: Propor soluções que não se alinham aos objetivos ou realidade orçamentária do cliente.
  • Foco excessivo em investimentos grandes: Ignorar o potencial de estratégias eficazes com orçamentos menores.
  • Falta de integração: Tratar a relação como meramente transacional, sem buscar uma compreensão profunda dos desafios e objetivos do cliente.

O Futuro do Marketing: Entre Inovação e Valores Humanos

A conversa entre Mauro Palacios e Renata Castilho navega por temas cruciais do marketing contemporâneo e sua evolução previsível na próxima década. Eles discutem o impacto permanente e crescente da inteligência artificial (IA) e a importância inabalável de centrar as estratégias de marketing no ser humano, seja ele cliente ou parte da equipe.

A Inteligência Artificial Como Companheira de Jornada

Renata enfatiza que, apesar da IA revolucionar as operações e estratégias de marketing, seu sucesso ainda dependerá fundamentalmente das capacidades criativas e estratégicas humanas. A IA oferece uma vantagem operacional e eficiência inquestionáveis, mas são as pessoas, com suas habilidades únicas de inovação e empatia, que direcionam seu uso de maneira que realmente ressoe com o público-alvo.

A Transformação do Papel do Marketing

Olhando para o futuro, Renata prevê uma mudança significativa na dinâmica entre esforços de vendas diretas e a construção da marca. Ela cita o exemplo da Coca-Cola para ilustrar como uma marca bem estabelecida muda seu foco para manter a relevância e o engajamento do consumidor, em vez de concentrar-se exclusivamente em ativar novas vendas. Esta transição, de pagar pelo engajamento para ser naturalmente procurado pelo valor da marca, é vista como um marco de sucesso e maturidade no marketing.

Marketing Não É Só Vendas

Contrariando a visão pejorativa de “marqueteiro” como alguém que simplesmente manipula para vender, Renata argumenta que o verdadeiro marketing é sobre construir e nutrir relações sustentáveis. O marketing eficaz não só promove um produto ou serviço, mas também contribui positivamente para a sociedade ao apoiar a economia, gerar empregos e melhorar a qualidade de vida dos consumidores.

O Imperativo da Experiência do Cliente

Ambos concordam que, em um mercado cada vez mais saturado, a experiência do cliente (CX) surge como um diferencial competitivo chave. Empresas que oferecem produtos, posicionamentos, ou experiências únicas têm maior probabilidade de criar conexões duradouras com seus clientes. Essa ênfase na experiência do cliente, ancorada em valores e na compreensão profunda de suas necessidades, é vista como um pilar fundamental do futuro do marketing.

A Essência do Marketing Moderno: Escuta Ativa e Humanidade

Na conclusão desta rica discussão sobre o futuro do marketing e a evolução profissional, Renata Castilho compartilha um conselho valioso com profissionais da área: a importância primordial de se focar nas pessoas. Além de reiterar o valor da escuta ativa, ela destaca que o sucesso no marketing, e nos negócios de maneira geral, depende da habilidade de entender, atender e superar as necessidades e expectativas das pessoas.

Escuta Ativa Como Ferramenta de Conexão

Renata incentiva os profissionais de marketing a adotarem a “escutativa” como prática fundamental. Mais do que apenas ouvir, trata-se de compreender profundamente o que é dito, seja por clientes, colegas de equipe ou líderes, para alinhar soluções e estratégias que efetivamente resolvam problemas ou atendam desejos. Esse processo de escuta e compreensão se mostra como um método para construir conexões genuínas e duradouras.

A Multidimensionalidade do Ser Humano no Marketing

Ela relembra seu interesse inicial por psicologia e como, ao longo de sua carreira, encontrou na neurociência uma maneira de entender e aplicar conceitos psicológicos ao marketing. Renata defende que, embora as pessoas sejam complexas e únicas, existem padrões comportamentais que, se compreendidos e respeitados, podem levar a estratégias de marketing bem-sucedidas.

O Futuro: Tecnologia, Humanidade e Marketing

Olhando para o futuro, a discussão reconhece a inevitável influência da tecnologia, especialmente da inteligência artificial, no marketing. No entanto, a conclusão é clara: a tecnologia deve ser vista como uma ferramenta para ampliar e aprimorar o trabalho humano, não substituí-lo. Profissionais de marketing que souberem combinar eficazmente habilidades humanas fundamentais — como a criatividade, a empatia e a capacidade de inovação — com o poder da tecnologia estarão melhor posicionados para prosperar.

Conclusão: A Alma do Marketing é Humana

Em uma era dominada pela inovação tecnológica, Renata reforça que o coração do marketing sempre será humano. Entender profundamente as necessidades, desejos e expectativas das pessoas e saber como comunicar-se de maneira eficaz e empática são as chaves para criar estratégias de marketing que não apenas vendem, mas também constroem marcas amadas e duradouras. O futuro do marketing, portanto, pertence àqueles que souberem navegar a interseção entre tecnologia avançada e os valores humanos mais profundos.

Gostou do conteúdo? Acompanhe nosso blog e assista aos episódios completos!

📸 – INSTAGRAM: @mauropalacios @twistmkt

Novos episódios toda terça!

Mauro Palacios e Mariana Guimarães falam Sobre Diferenças entre marketing B2B e B2C

Diferenças entre marketing B2B e B2C

Seja muito bem-vindo ao episódio 18 do podcast Marketing with a Twist. Neste episódio, estamos com Mariana Guimarães, líder de Consumer Marketing na...